É inegável que o inverno e as épocas mais frias do ano tem o seu charme. A expectativa de tirar os casacos e jaquetas do fundo guarda roupa, assim como as luvas e as toucas, é grande e muito bem justificada. 

Afinal, quem não prefere a sensação de calma, tranquilidade e aconchego fornecida por um dia frio, certo? 

Existem diversas formas de aproveitar esses momentos, que infelizmente são raros para a maioria dos brasileiros em relação aos dias de grande calor. Levar o cobertor para sala, preparar chocolate quente e aproveitar a companhia daqueles que amamos são apenas algumas das recomendações para essas ocasiões.  

Contudo, o prazer proporcionado pelo clima frio pode ser ofuscado quando as temperaturas atingem níveis muito baixos. Nesses casos, nem mesmo o edredom mais grosso da casa é capaz de fornecer calor, o que, normalmente, deixa difícil aproveitar qualquer coisa. 

Diante dessas circunstâncias, o sistema de piso aquecido pode surgir como uma solução para aqueles que querem aproveitar os dias frios, sem deixar de lado o conforto. Interessado em conhecer mais sobre esse método de aquecimento? Então é só continuar a leitura!

Calefação – Piso aquecido 

Calefação é o termo usado para referir aos métodos aplicados para aquecer ambientes fechados. Essas técnicas variam entre custo, período de manutenção e estética, porém, têm em comum o objetivo de oferecer maior comodidade durante os dias mais frios do ano. 

Dentre os sistemas de calefação, o piso aquecido se destaca por operar de acordo com as leis da física. Nesse método, um sistema de produção de calor é instalado no contra piso de ambientes e emana essa energia térmica quando ativado. 

Dessa forma, o ar frio natural desce enquanto o ar quente, produzido pelo sistema, sobe. Garantindo uma sensação de conforto que não fica restrita a apenas uma área do ambiente. 

O Funcionamento do sistema

O calor emanado pelo piso aquecido pode ser gerado de duas formas: a hidráulica ou a elétrica. Na versão hidráulica, uma tubulação é instalada no contra piso do imóvel. Esse conjunto de tubos será o responsável por transportar água aquecida pelos ambientes. Nesse processo, a água é aquecida por uma caldeiras a gás. 

Já na versão elétrica, o dono do imóvel pode optar entre duas instalações diferentes: uma manta de aquecimento ou um conjunto de cabos calefatores.

A escolha entre os sistemas hidráulico e elétrico, geralmente, leva em consideração dois fatores: a metragem do imóvel e o custo do material. A instalação do piso aquecido hidráulico é mais vantajosa em espaços que superam os 400m², já que ele demanda mais energia para o seu funcionamento e não é vantajoso em espaços menores. 

Devido a essa característica, o sistema de aquecimento elétrico assume a liderança como o mais aplicado. O baixo custo, a facilidade de instalação e as poucas interferências no imóvel se destacam como os principais atrativos. 

Por fim, nenhum dos dois sistemas possui contra indicações em relação ao piso que será instalado no imóvel. Tanto porcelanato,  quanto granito, madeira e até mesmo carpete podem ser usados sem receio nenhum. 

Piso aquecido ou ar-condicionado?

Os dois sistemas podem ser usados para aquecer um ambiente, entretanto, possuem diversas diferenças. Para começo de conversa, após a sua instalação, o piso aquecido não terá nenhuma influência no aspecto visual dos locais em que foi instalado.

Outra diferença está no fato do piso aquecido não causar alterações na composição do ar, enquanto o ar-condicionado pode provocar um leve ressecamento. Além disso, o aparelho também pode disseminar poeira pelo ambiente, causando incômodos respiratórios.

Essa situação pode ocorrer caso a limpeza e a manutenção do ar-condicionado não sejam realizadas de forma correta e dentro do período recomendado. Aliás, os sistemas de piso aquecido não necessitam de limpeza, já que ficam abaixo dos pisos e contam com manutenções com grandes intervalos. 

Quando o assunto é consumo de eletricidade, os dois métodos são bem semelhantes. O que vai determinar a diferença nos gastos é a quantidade de tempo que cada um deles vai permanecer ligado.

Agora que você conhece um pouco mais sobre o sistema do piso aquecido, tem interesse em instalar em seu imóvel? Qual característica desse método de aquecimento te chamou mais atenção? Deixei a sua resposta na área de comentários, o seu feedback nos motiva a trazer conteúdos cada vez mais completos! 

" /> Piso Aquecido: Mais Aconchego No Período de Inverno! | Portal Trípoli

Piso Aquecido: Mais Aconchego No Período de Inverno!

É inegável que o inverno e as épocas mais frias do ano tem o seu charme. A expectativa de tirar os casacos e jaquetas do fundo guarda roupa, assim como as luvas e as toucas, é grande e muito bem justificada. 

Afinal, quem não prefere a sensação de calma, tranquilidade e aconchego fornecida por um dia frio, certo? 

Existem diversas formas de aproveitar esses momentos, que infelizmente são raros para a maioria dos brasileiros em relação aos dias de grande calor. Levar o cobertor para sala, preparar chocolate quente e aproveitar a companhia daqueles que amamos são apenas algumas das recomendações para essas ocasiões.  

Contudo, o prazer proporcionado pelo clima frio pode ser ofuscado quando as temperaturas atingem níveis muito baixos. Nesses casos, nem mesmo o edredom mais grosso da casa é capaz de fornecer calor, o que, normalmente, deixa difícil aproveitar qualquer coisa. 

Diante dessas circunstâncias, o sistema de piso aquecido pode surgir como uma solução para aqueles que querem aproveitar os dias frios, sem deixar de lado o conforto. Interessado em conhecer mais sobre esse método de aquecimento? Então é só continuar a leitura!

Calefação – Piso aquecido 

Calefação é o termo usado para referir aos métodos aplicados para aquecer ambientes fechados. Essas técnicas variam entre custo, período de manutenção e estética, porém, têm em comum o objetivo de oferecer maior comodidade durante os dias mais frios do ano. 

Dentre os sistemas de calefação, o piso aquecido se destaca por operar de acordo com as leis da física. Nesse método, um sistema de produção de calor é instalado no contra piso de ambientes e emana essa energia térmica quando ativado. 

Dessa forma, o ar frio natural desce enquanto o ar quente, produzido pelo sistema, sobe. Garantindo uma sensação de conforto que não fica restrita a apenas uma área do ambiente. 

O Funcionamento do sistema

O calor emanado pelo piso aquecido pode ser gerado de duas formas: a hidráulica ou a elétrica. Na versão hidráulica, uma tubulação é instalada no contra piso do imóvel. Esse conjunto de tubos será o responsável por transportar água aquecida pelos ambientes. Nesse processo, a água é aquecida por uma caldeiras a gás. 

Já na versão elétrica, o dono do imóvel pode optar entre duas instalações diferentes: uma manta de aquecimento ou um conjunto de cabos calefatores.

A escolha entre os sistemas hidráulico e elétrico, geralmente, leva em consideração dois fatores: a metragem do imóvel e o custo do material. A instalação do piso aquecido hidráulico é mais vantajosa em espaços que superam os 400m², já que ele demanda mais energia para o seu funcionamento e não é vantajoso em espaços menores. 

Devido a essa característica, o sistema de aquecimento elétrico assume a liderança como o mais aplicado. O baixo custo, a facilidade de instalação e as poucas interferências no imóvel se destacam como os principais atrativos. 

Por fim, nenhum dos dois sistemas possui contra indicações em relação ao piso que será instalado no imóvel. Tanto porcelanato,  quanto granito, madeira e até mesmo carpete podem ser usados sem receio nenhum. 

Piso aquecido ou ar-condicionado?

Os dois sistemas podem ser usados para aquecer um ambiente, entretanto, possuem diversas diferenças. Para começo de conversa, após a sua instalação, o piso aquecido não terá nenhuma influência no aspecto visual dos locais em que foi instalado.

Outra diferença está no fato do piso aquecido não causar alterações na composição do ar, enquanto o ar-condicionado pode provocar um leve ressecamento. Além disso, o aparelho também pode disseminar poeira pelo ambiente, causando incômodos respiratórios.

Essa situação pode ocorrer caso a limpeza e a manutenção do ar-condicionado não sejam realizadas de forma correta e dentro do período recomendado. Aliás, os sistemas de piso aquecido não necessitam de limpeza, já que ficam abaixo dos pisos e contam com manutenções com grandes intervalos. 

Quando o assunto é consumo de eletricidade, os dois métodos são bem semelhantes. O que vai determinar a diferença nos gastos é a quantidade de tempo que cada um deles vai permanecer ligado.

Agora que você conhece um pouco mais sobre o sistema do piso aquecido, tem interesse em instalar em seu imóvel? Qual característica desse método de aquecimento te chamou mais atenção? Deixei a sua resposta na área de comentários, o seu feedback nos motiva a trazer conteúdos cada vez mais completos!